Isca Digital: como capturar leads e aumentar as vendas do seu negócio

Uma das formas mais baratas de vender na internet é através da distribuição de uma isca digital e da captura de leads. Que pode ser feita de forma orgânica ou através de tráfego pago.

E no post de hoje, vamos te mostrar quais são os tipos de iscas digitais e como elas podem potencializar as vendas do seu negócio, com um ROI positivo.

O que é Isca Digital?

Isca Digital é um material disponibilizado gratuitamente com o objetivo de capturar dados de contato de um lead.

Esses dados são usados para se comunicar, relacionar e realizar uma venda, sem, necessariamente, fazer um marketing intrusivo.

Isso porque, ao compartilhar seus dados de livre e espontânea pressão, o lead está consentindo com o recebimento de campanhas publicitárias através do e-mail. Desde que elas sejam relacionadas ao material disponibilizado na isca digital.

Como funciona a isca digital?

A isca digital funciona como uma moeda de troca onde um criador de conteúdo disponibiliza um conteúdo de valor exclusivo gratuitamente em troca dos dados de contato de um lead. 

Esse material pode ser usado na estratégia de marketing para atrair a atenção de um usuário, gerar interesse e entregar valor.

Quais são os tipos de isca digital?

Existem alguns tipos de iscas digitais que podem ser usadas em conjunto com o objetivo de melhorar a experiência do usuário. Que são:

  1. Checklist;
  2. Planilhas;
  3. Vídeo-aulas e transmissões ao vivo;
  4. E-books;
  5. Resumo de palestras e Workshops;
  6. Infográficos;
  7. Entrevistas exclusivas;
  8. Templates e materiais de apoio;

Um exemplo comum disso é quando um infoprodutor disponibiliza um e-book com passos iniciais sobre determinado assunto e logo em seguida, envia um vídeo com um conteúdo mais completo sobre o mesmo tema.

Desta forma, o criador de conteúdo utilizou dois formatos de mídias diferentes (e-book e vídeo) para tornar a experiência do usuário mais completa.

Agora que você já sabe como casar dois formatos de iscas digitais, vamos conhecê-los um pouco mais antes de definir uma estratégia.

Leia também:

1. Checklist – as famosas listas de tarefas

Todo mundo ama a sensação de concluir uma lista de tarefas. Por isso, utilizar os checklists como uma isca digital pode ser uma boa maneira de atrair e capturar leads.

Você pode dar uma olhada nos posts mais acessados do site e fazer uma lista de tarefas para cada um deles.

Se seu site é sobre viagens, pode fazer uma lista de lugares inesquecíveis para conhecer.

Ou se você fala de filmes e séries, pode fazer aquelas listas de ‘1001 filmes para ver antes de morrer’.

Ou se ainda você tem um site de negócios, pode fazer um ‘to do list’ do passo a passo para criar uma empresa de sucesso.

As opções são infinitas. E você ainda pode usar o Canva para criar um modelo visual da checklist para que a sua audiência compartilhe nos stories do Instagram (aumentando assim o reconhecimento da sua marca).

2. Organizando a vida com Planilhas

Outra isca digital muito atraente são as planilhas disponibilizadas para download.

Se você é do nicho de finanças ou organização e produtividade, pode ser uma das melhores formas de captar leads.

Afinal, todo mundo quer ter uma vida financeira organizada, mas nem todo mundo tem paciência para criar planilhas do zero (por isso eles baixam as prontas!).

Aqui no blog, compartilhamos informações sobre o Desafio 52 Semanas e disponibilizamos também planilhas para que os leitores possam acompanhar em tempo real suas economias.

3. Video-aulas para conteúdos mais completos

Se você já possui uma lista de e-mail, mas seus leads estão frios, oferecer uma vídeo aula para uma base previamente determinada pode ser a salvação do seu negócio.

Isso porque, os inscritos em sua lista de e-mail querem receber conteúdo fresco e de qualidade. Caso contrário, não pensarão duas vezes antes de clicar no botão ‘não receber mais atualizações deste e-mail‘.

Com as vídeo aulas gratuitas você tem a oportunidade de apresentar a sua audiência um conteúdo completo, em uma mídia interativa (pode ser uma aula ao vivo também). Permitindo assim que eles tirem dúvidas específicas sobre determinados assuntos.

4. E-books

Os e-books são ótimas iscas digitais, pois são um material completo, fácil de ser produzido e diagramado e que tem fácil distribuição.

Nele, você pode aprofundar os tópicos mais populares do seu site. Dividindo o conteúdo em tópicos, explicando passo a passo, trazendo teorias e estimulando a reflexão e debate da audiência.

No Canva, é possível criar um e-book de até 100 páginas.

Aliás, nosso Manual de Crescimento Orgânico no Instagram foi desenvolvido nessa plataforma. Esse é um e-book completo sobre crescimento no Instagram de 78 páginas. Assim como o Modelos de E-mails para Parcerias, que é um ebook mais objetivo e ajuda a conectar influenciadores e marcas.

5. Resumos de palestras

Se você participou de um evento exclusivo, com muito conteúdo de qualidade, você pode disponibilizar o resumo do evento, workshop ou palestra como uma isca digital.

Muitas pessoas adorariam participar desse tipo de evento, mas às vezes, não conseguem por questões geográficas, financeiras ou outras razões. E adorariam ficar por dentro de tudo o que rolou. Principalmente, se o workshop ou palestra for ministrado por uma autoridade no assunto.

No início do site, participamos de um evento exclusivo para comerciantes varejistas, o Vtex Day e um dos palestrantes foi nada menos que o ex-Presidente dos Estados Unidos Barack Obama. Aproveitamos a oportunidade para disponibilizar um resumo de tudo o que rolou durante a entrevista exclusiva no evento. Eu transformei esse post em um documento pdf e o distribui como isca digital, com o objetivo de capturar novos e-mails.

6. Infográficos

Se você tem uma empresa educacional os infográficos podem ser uma bela opção de isca digital.

Com esse formato de freebie, você pode explorar melhor os dados compartilhados e ainda trazer uma perspectiva visual ao material.

7. Entrevistas exclusivas

Assim como os resumos de workshops e palestras, fazer entrevistas exclusivas com autoridades do assunto que você aborda pode ser uma maneira inteligente de atrair e capturar novos leads.

Essa é uma forma de tirar dúvidas da sua audiência e ainda ‘pegar emprestado’ um pouco da autoridade do seu convidado.

8. Templates e materiais de apoio

Disponibilizar materiais para download gratuito em seu site pode ser uma forma de estreitar os laços com a sua comunidade.

Isso porque, seu público vai começar a te reconhecer como autoridade no assunto por compartilhar conteúdos de qualidade, completos e de formatos múltiplos e intuitivos.

Um dos exemplos de iscas digitais que temos aqui no site, são os templates gratuitos de capas para destaque do Instagram.

Onde hospedar a isca digital?

Uma das melhores opções para hospedar a sua isca digital é a plataforma de e-mail marketing Mailchimp. Com ela, você consegue criar landing pages e páginas de vendas, listas de e-mails, organizar seus contatos por categorias e ainda fazer envios regulares de e-mails de nutrição de base e venda.

Dentro do Mailchimp você ainda consegue criar ‘eventos automáticos’ e acionar ‘gatilhos’ para que a plataforma realize uma ação toda vez que o gatilho for acionado.

Exemplo de automação no Mailchimp:

  • Um lead se cadastrar na landing page;
  • Alguns minutos depois ele recebe um e-mail de confirmação de inscrição (isso diminui o risco de spam na lista de e-mail);
  • Em seguida, ele recebe um e-mail com a isca digital desejada;
  • Logo após, ele é redirecionado a outra lista de e-mail.

Como criar isca digital?

Se você tem dúvidas sobre como criar isca digital, seus problemas acabaram! Pois é mais simples do que você imagina.

Para criar uma isca digital, você pode utilizar programas como o Canva – que já possui templates prontos para diversos tipos de materiais (que vão te dar um norte de qual identidade visual seguir).

Isca Digital: como capturar leads e aumentar as vendas do seu negócio

Outra ferramenta que você pode utilizar para criar iscas digitais é o PowerPoint ou até mesmo o pacote do Google Drive (Google Planilhas e o Docs).

Como fazer isca digital? Passo a passo

  1. Escolha qual conteúdo vai abordar na isca digital (faça uma seleção dos mais acessos do seu blog);
  2. Pense no funil de vendas (para qual etapa do seu lead você vai criar esse material? Você quer atrair novos contatos ou nutrir os que já possui?);
  3. Defina o formato da isca digital (vai ser um vídeo, um e-book, um checklist ou um infográfico?);
  4. Produza o material;
  5. Determine onde vai hospedá-lo (direto na plataforma de e-mail marketing? em uma pasta no Google Drive? No Dropbox?);
  6. Cadastre uma conta no Mailchimp (ou em qualquer outra plataforma de e-mail marketing);
  7. Crie uma lista de e-mail;
  8. Desenvolva a sua landing page;
  9. Crie uma automação na plataforma de e-mail marketing (para que você não precise enviar a isca digital para cada pessoa que se inscrever);
  10. Divulgue a sua landing page (insira um formulário ou link de inscrição em seu blog, fale sobre o material em suas redes sociais);
  11. Alimente seus inscritos com conteúdos periódicos de qualidade.

Agora que você já sabe tudo sobre iscas digitais, me conta aqui nos comentários se você já utiliza a estratégia de captação de leads no seu plano de marketing e qual é o seu formato de isca preferido.

Aproveite para nos seguir no Google Notícias e ficar por dentro de todas as novidades do site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: