Working Holiday Visa: conheça todos os benefícios desse visto

Você sabe o que é e como funciona o Working Holiday Visa? Fique tranquilo que vamos esclarecer para você como ele funciona e quais são os pré-requisitos para ter um.

É comum encontrar pessoas que pensem que para fazer um intercâmbio internacional é somente para quem tem dinheiro sobrando. Mas, não é bem assim. Claro que você precisa ter um pouco mais de demanda financeira, pois será com esse dinheiro que, no início, irá se manter no país escolhido. Mas, fique tranquilo porque os valores não são tão fora dos padrões como muitos viajantes possam pensar.

Se você está pensando em morar uma temporada fora do Brasil para conhecer uma nova cultura, trabalhar, estudar e dar um up no seu currículo, acredite, o seu sonho pode estar mais acessível do que possa pensar. A opção é escolher um destino que tenha disponível aos brasileiros o visto para estudar e trabalhar durante o período que estiver por lá.

O Governo Brasileiro, em parceria com alguns países, adotou a categoria Working Holiday Visa. É um tipo de visto que permite unir turismo, trabalho e estudo. Já pensou nas experiências incríveis que você pode ter? Então, se prepare, que vamos contar para você quais são os principais requisitos para tirar esse tipo de visto, o período que pode permanecer no destino e alguns dos países que fazem parte dessa parceria com o Brasil.

Como funciona o visto Working Holiday?

O Working Holiday, ou Visto de Férias e Trabalho em tradução livre para o português, é um dos modelos de visto que permite que uma pessoa passe um determinado tempo em um país fazendo mais do que o turismo, é possível trabalhar e estudar por um custo menor e com menos burocracia do que o visto de trabalho, por exemplo.

Para conseguir um visto de trabalho ou estudo, é preciso que você tenha alguém ou alguma empresa seja o seu “sponsor”, que é um tipo de patrocinador e/ou também um contrato com uma instituição de ensino. Todas essas exigências podem aumentar o custo final do investimento. O visto Working Holiday é uma alternativa para esses custos diminuírem.

O Working Holiday Visa para brasileiros, chegou para resolver esse tipo de burocracia. Mas, atenção, apesar das facilidades, não é oba-oba e é preciso atender algumas exigências, entre elas, comprovar uma renda mínima. A boa notícia é que as chances de obter esse visto é muito mais fácil.

Se você preencher os requisitos, pode ficar no país além do tempo permitido para o turismo, e aproveitar para trabalhar e estudar por lá.

O período permitido para ficar no país como o Working Holiday é de 12 meses.

Requisitos para tirar o Working Holiday Visa

Para tirar o visto Working Holiday, e poder trabalhar, estudar e turistar fora do Brasil, é preciso atender a alguns requisitos. Essas exigências podem variar de acordo com o país escolhido. Mas, de uma forma geral, está ligado à idade, saúde, grau de instrução e a área de trabalho em que o viajante atua. Também pode ser exigido um conhecimento mínimo o idioma, não precisa ser fluente, mas que seja possível entender e ser entendido pelos locais.

Se está decidido que para você, nesse momento, a melhor forma de conhecer outros países é através do Working Holiday Visa, então continue lendo esse post.

O primeiro passo é entrar no site da embaixada do país escolhido e procurar pela área de vistos. Escolha o Working Holiday e veja os requisitos necessários para dar continuidade ao pedido. Cada país tem seus próprios requisitos e processos para liberar o visto solicitado.

Está com a documentação exigida em mãos, então verifique se é preciso agendar um horário no consulado e se há taxas para pagar. Alguns destinos possuem um número máximo de pessoas autorizadas a entrar no país utilizando o Visto de Férias e Trabalho.

Conheça alguns países que têm Working Holiday

Embora a maioria dos países apresentem os mesmos pré-requisitos para a solicitação do visto Working Holiday, é preciso ficar atento para as exigências de cada país. Pois, como já foi esclarecido neste post, cada país possui suas próprias regulamentações. 

Conheça alguns destinos e as exigências necessárias para conquistar o seu Working Holiday Visa.

Working Holiday Visa Canadá

O Canadá é um dos destinos mais procurados por brasileiros. Com o Working Holiday, é possível ficar no país por até 12 meses. Mas, antes, é preciso informar as autoridades canadenses sobre a solicitação para adquirir o visto e esperar pela aprovação.

Pré-requisitos para tirar o Working Holiday Visto para o Canadá

  • Idade entra 18 e 35 anos;
  • Passaporte válido;
  • Seguro viagem;
  • Exame médico;
  • Não ter antecedente criminal;
  • Situação financeiro comprovada em torno de $2500 dólares canadenses;
  • Estar matriculado em uma instituição de ensino superior no Brasil ou ter, no máximo, um ano de formação;
  • Ter frequentado, no mínimo, um mês de aulas de inglês;
  • O seu expediente de trabalho no Canadá deve ter, no máximo, 40 horas semanais;

Um dos motivos para que o Canadá seja um dos destinos mais procurados por brasileiros são algumas flexibilidades, o que não acontece com a maioria dos outros destinos. Entre elas, está a possibilidade que cônjuge consiga o visto e leve consigo dependentes.

No mercado de trabalho é possível atuar em praticamente todas as áreas, com exceção das profissões que exigem regulamentação, entre elas estão, medicina, advocacia e engenharias.

Nova Zelândia

Assim como o Canadá, a Nova Zelândia também está entre os principais destinos procurados para quem quer tirar o visto Working Holiday Visa. O país permite que os turistas incluam em sua rotina estudo e trabalho como trainee de até 6 meses e trabalhem por no máximo três meses para um mesmo empregador. A permanência no país é permitida por até 12 meses.

Pré-requisitos para tirar o Working Holiday Visto para a Nova Zelândia:

  • Idade entre 18 e 30 anos;
  • Ter passaporte válido de, no mínimo, 3 meses depois da data de saída da Nova Zelândia;
  • Ter como principal atividade visitar o país como turista, tendo o trabalho ou estudo como ações secundárias;
  • Não viajar com cônjuge, filhos ou outros dependentes, a menos que estes tenham seu próprio visto;
  • Seguro viagem;
  • Exame médico completo e estar com boa saúde dentro das especificidades exigidas;
  • Ter condições financeiras suficiente para a permanência e passagens de volta ao Brasil;
  • Não ter nenhum outro visto de Férias e Trabalho emitido anteriormente;

O pedido do visto pode ser feito pela internet, no site da imigração neozelandesa.

França

Desde o ano de 2018 a França permite que jovens estudem e trabalhem no país, no prazo de um ano, desde que estejam dentro dos requisitos exigidos.

Pré-requisitos para tirar o Working Holiday Visto para a França:

  • Idade entre 18 e 30 anos;
  • Não viajar com menores dependentes;
  • Passaporte com validade de, no mínimo, 1 ano e três meses;
  • Comprovar recursos financeiros para a estadia nos primeiros meses no país, sendo o valor mínimo de $2500 euros;
  • Ter a passagem de retorno ou dinheiro suficiente para a compra de uma;
  • Não ter solicitado um Visto de Trabalho e Estudo na França anteriormente;
  • Não possuir antecedentes criminais;
  • Seguro viagem;
  • Escrever uma carta de motivação em francês explicando o motivo da viagem;

Após ter toda a documentação em mãos é preciso agendar uma entrevista no consulado e aguardar o resultado do seu visto.

Alemanha

Em 2019 foi aprovado um acordo entre Brasil e Alemanha que permite que jovens brasileiros possam permanecer no país europeu por até um ano. É possível trabalhar por lá de forma formal durante esses 12 meses.

Pré-requisitos para tirar o Working Holiday Visto para a Alemanha:

  • Idade entre 18 e 30 anos;
  • Não estar acompanhado do cônjuge e dependentes;
  • Seguro viagem;
  • Ter a passagem de retorno ao Brasil ou comprovar situação financeira para a compra de uma;
  • Comprovar que possui renda suficiente para se manter durante o período que estiver no país;

Japão

Se o seu destino escolhido foi o Japão pode ficar tranquilo. O país também possui visto de Working Holiday para brasileiros. É possível conciliar férias, trabalho e aprender a língua japonesa.

Pré-requisitos para tirar o Working Holiday Visto para o Japão:

  • Idade até 30 anos;
  • Não estar matriculado em uma instituição de ensino superior japonesa;
  • Não viajar com cônjuge, filhos ou outros dependentes;
  • Ter condições financeiras suficiente para comprar a passagem de volta, se ainda não possuir uma;
  • Comprovar renda suficiente para sua permanência no Japão durante o período que estiver no país;
  • Possuir carta de apresentação e um documento detalhado com as atividades da função pretendida;
  • Formulário de visto preenchido;
  • Não te solicitado um Visto de Férias e Trabalho para o Japão anteriormente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: