fbpx

Eu estava passeando em um grupo de influenciadoras digitais e surgiu essa questão em minha mente: o que será melhor, viralizar um conteúdo nas redes sociais ou crescer devagar, mas de maneira constante?

Essa é a pergunta que eu vou tentar responder nesse artigo a partir das minhas experiências nesses mais de 10 anos produzindo conteúdo para a internet.

Hoje eu me deparei com um debate em um grupo de influenciadoras sobre como é louco viralizar no Tiktok. Um dia você têm 3 visualizações em seus vídeos e no outro 5 mil. No meio do debate, fizemos um comparativo sobre o quanto está difícil crescer no Instagram hoje em dia. E se vale a pena continuar investindo na rede.

Apesar de todo mundo ter a sua preferência, ainda não chegamos em um denominador comum sobre qual rede vale a pena largar ou investir. No meio dessa confusão, seguimos produzindo conteúdo para ambas. Algumas vezes de qualidade duvidosa.

Como é a sensação de viralizar nas redes sociais?

Um dos questionamentos do debate em questão foi “Eu nunca viralizei no Instagram, não faço ideia de como é. Enquanto isso, vejo pessoas com conteúdos de qualidade inferior crescendo rapidamente por terem viralizado um post. É frustrante.

De fato, ter um post viral é uma sensação única. Receber uma enxurrada de notificações em sua rede social mexe com o ego de um jeito diferente. Nos sentimos úteis, respeitados. Reconhecidos. Isso quando o post viral tem um lado positivo.

No entanto, ao tomar o sentido contrário o post viral pode ser aterrador. Literalmente devastador e quebrar não só todas as suas expectativas sobre trabalhar com internet, como principalmente deixar sua autoestima em frangalhos.

Por isso que eu sempre recomendo investir em posts virais de qualidade e com moderação. Inclusive, porque algumas vezes crescemos de forma desproporcional e nem sabemos lidar com tanta responsabilidade.

Por que ter muitos seguidores nas redes sociais, antes de tudo é ter responsabilidade sobre seus posts e as interações que acontecem entre eles. Já que algumas pessoas acham que internet é terra lei.

O que significa viralizar na internet?

Tanto se fala em “viralizar” que pouco se entende sobre criar uma estratégia de conteúdo viral.

Conteúdo viral não acontece “por acaso“, não na maioria das vezes. Muito menos por sorte. O post viral pode ser classificado como um post de alta qualidade com grande apelo emocional.

Recentemente, surgiu o conceito no Instagram de “post compartilhável“. Que são conteúdos que recebem uma grande quantidade de compartilhamentos nos stories, no direct e até mesmo fora do Instagram. E muita gente distorceu a ideia de post viral com memes. E surgiram uma infinidade de páginas no instagram investindo nesse tipo de post, O que não teria problema algum. Se esse investimento tivesse vindo junto a um planejamento estratégico.

Contudo, o que vimos se popularizar nas mídias digitais foi uma reprodução em massa de posts iguais e sem personalidade. Um copia e cola de algo que funcionou para uma conta, sem uma análise detalhada de nicho, público-alvo, tom de voz e etc.

Como criar um post viral?

Como uma estudiosa do marketing, posso afirmar que existe uma fórmula parar criar conteúdos virais que podem ser facilmente replicados em seu negócio. E vamos destrinchá-la em detalhes aqui:

Objetivo do conteúdo:

Antes de criar qualquer conteúdo você precisa saber onde quer chegar com ele. Criar conteúdo por criar, vai te frustrar e te cansar. Ao ponto de te fazer desistir e querer procurar um emprego de carteira assinada. Por isso, definir seu objetivo é o primeiro passo para criar um post viral.

O formato faz diferença

Você vai perceber que uma foto viral, vai performar diferente de um vídeo viral. Inclusive, a plataforma também vai contar muito. Por este motivo, você precisará analisar qual tipo de conteúdo tem maiores chances de se tornar viral.

Analisar as métricas é a chave

Eu vejo muitas pessoas criando posts de qualidade, mas esquecendo de replicá-los. E esse é o grande segredo do conteúdo viral. Talvez ele não engate na primeira, mas sim na segunda ou terceira tentativa. Por conta disso, é importante realizar vários testes e observar como cada um deles se comporta. De acordo com o formato, a época do ano, o contexto e etc.

Explorar os tipos de conteúdos é vital

Um conteúdo viral não precisa necessariamente ser um meme. Essa ideia foi disseminada erroneamente pelos perfis de marketing que cresceram com conteúdos vazios, piadas agressivas e um humor desproporcionamente ácido.

É possível explorar outros tipos de conteúdos e ao mesmo tempo torná-los virais. Inclusive, um dos posts mais populares do meu instagram não é um meme, mas sim um desabafo sobre como era difícil pra mim gravar stories, com dicas de como meus seguidores poderiam superar esse medo. Que pode ser considerado um post altamente relevante para a minha audiência, como também um post interativo, já que na legenda eu estimulava o público a compartilhar suas experiências.

post viral

Dentre todos os posts que podem se tornar virais, para além do meme. Gosto bastante de explorar os educativos, inspiradores e principalmente os autênticos.

Ser frequente é o seu arroz com feijão

Na dúvida sobre o que funciona ou não, o que é ou não viral: volte ao básico. Em meio a maior crise econômica já enfrentada pelos Estados Unidos, grandes corporações começaram um movimento chamado back to basic. Que era uma forma de incentivar a indústria a olhar para o básico, para aquele pilar que sustentava a empresa, para recomeçar. Com atenção plena a todos os detalhes.

E ser frequente, no mundo digital, é o pilar que sustenta grande parte da estrutura de um negócio. Só que frequência, ao contrário do que muitos pensam, não é fazer a mesma coisa todos os dias, mas sim fazer coisas que levam a um único objetivo. Como diria Luís XIV. E isso nos leva de volta a pergunta central do nosso artigo.

Viralizar ou crescer devagar, qual caminho seguir?

Uma coisa que aprendi trabalhando com internet é que milagres só acontecem para quem está online. Dito isso, as chances de você conseguir viralizar um post são maiores se você mantém uma frequência de postagem significativa. Não adianta postar um dia e sumir das redes esperando que o post viralize do dia para noite.

Eu mesmo levei 3 meses para conseguir juntar pouco mais de mil seguidores no instagram. Para no 4° mês ganhar em uma tacada só mais de 8 mil.

Também é essencial que você conheça o conteúdo que está produzindo e invista em conteúdos evergreen – aqueles conhecidos como posts atemporais, que se mantém relevantes mesmo muito tempo depois de serem publicados.

E entenda que o seu tempo é diferente do tempo do seu amiguinho(ou concorrente) que viralizou antes de você. Talvez ele tenha aprendido e aplicado as técnicas primeiro. Talvez ele esteja mais focado em concluir um objetivo. Ou talvez ele tenha os contatos certos para pulverizar o conteúdo dele. Ou talvez ele tenha tempo e recursos que você não possui. Os motivos podem ser inúmeros. Por isso, se quiser alguém a quem se comparar, compare-se a si mesmo.

Ser autêntico é um diferencial

Na maioria dos casos virais, a autenticidade é a grande responsável por “jogar” o influenciador nas graças do público. Como é o caso da Camilla de Lucas, ex-BBB que viralizou depois de fazer vídeos de humor sobre situações cotidianas no corredor de seu apartamento.

Apesar do Tiktok ter se popularizado por conta das dancinhas, tem espaço para outros nichos. Nosso perfil lá tem crescido um pouquinho todos os dias desde que começamos a publicar com frequência sobre o universo Geek. E acreditamos que assim como no instagram, a frequência (e a qualidade, é claro) serão responsáveis pelo crescimento linear, até chegarmos ao ponto de virada. Que é justamente o ponto que todo conteúdo passar a alcançar muita gente.

viralizar no tiktok

Cuidado com a ambição

Boa parte dos influenciadores tem o sonho secreto (ou nem tanto assim) de se tornar famoso – e muito rico, de quebra. Só que fama sem estrutura não dura muito tempo. E assim como um prédio podre, está fadada a desabar.

Por isso que crescer devagar pode fazer mais sentido no início. Para que você possa criar uma base fiel, se manter próxima do seu público. Pense em quantos vídeos virais você já assistiu e depois nunca mais ouvi falar daquela pessoa.

É isso que acontece quando se cresce rápido.

Agora, quando se cresce devagar, mas constantemente você tem tempo para criar um relacionamento com a sua audiência.

Conclusão

Nesse artigo você aprendeu que é melhor crescer devagar, criar uma base de fãs e construir um relacionamento forte com eles. Do que viralizar um conteúdo e depois ser esquecido.

Me conta aqui nos comentários se você já teve alguma experiência de viralizar conteúdo e como isso repercutiu para você.

Comente a sua dúvida

%d blogueiros gostam disto: